Cartas sem destino

.posts recentes

. Há coisas que não têm de ...

. Deitar fora o passado

. Sinais do Destino

. Não há coincidências ...

. Feliz no passado ...

. Escutar a voz do coração....

. Breve resumo

. Simplesmente Amor ...

. Braços amigos

. Dor do próximo ...

.arquivos

. Março 2009

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

Quinta-feira, 3 de Julho de 2008

Semente de ti ...

 

 

Foto retirada da net

  

 

"Querido Marco

 

Desde que sai de perto de ti a minha vida tem sido um inferno ... os meus pais afastaram-me de ti, obrigaram-me a sair dai e viemos para outro país ... dizem que não conseguiam viver com a vergonha de ter estado enamorada de ti ... porque tu não tens estudos, porque és pobre e de más famílias... mas a mim, o que isso importa? O que me importa é aquilo que és, independentemente das tuas origens ... amo-te pelo teu interior, pela tua alma, pela força e coragem que tens em ti ... sei que irás longe, és determinado e ambicioso ... mas és um ser humano lindo, capaz de ajudar os outros e de fazê-lo gratuitamente ...

Estou a escrever-te à pressa, pois receio que eles entrem pelo quarto a dentro, ando vigiada, mas a minha prima fará que esta carta chegue até ti ...

Tenho uma novidade para te dar ... não sei se ficarás feliz ou não ... o meu pai não quer que saibas, mas eu tinha que te dizer ... seria injusta para contigo e tu não o mereces ...

estou grávida ... vais ser pai ... espero que fiques feliz como eu estou ... é a única coisa boa que me tem dado esperança a toda esta humilhação ... é a tua vida em mim, o prolongamento do nosso amor, a perpetuação da nossa entrega ...

Quando ele nascer darei notícias ou assim que poder ...

Um beijo de Amor com muitas saudades ...

Da tua

 

Beatriz

 

publicado por Ennoea às 10:28
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 2 de Julho de 2008

A curiosidade mata ?

 

 Seu olhar...

Foto retirada da net

 

Após essas recordações penosas para ambas, Pilar e Isabella dedicaram-se intensamente à sua profissão, era uma altura complicada  em que era necessários turnos mais intensos. Ambas andavam cansadas, extenuadas e ocupadas com uma formação que tinham de fazer , nem da tal caixa que continha vidas e vidas, passados, memórias, dores e alegrias , escondida no roupeiro ...

Assim, passarem quase duas semanas ... até que num feriado em que ambas se encontravam em casa à hora do pequeno-almoço Isabella se lembrou: 

- Amiga, acho que nos andamos a esquecer  de uma coisa?

- O que? - respondeu Pilar, que já nem se lembrava das cartas.

- Olha, vamos terminar de comer os cereais e depois vamos ler uma cartita, antes de irmos às compras... o que achas?- sugeriu Isabella.

- Pode ser ... tu e a tua curiosidade .... - disse Pilar.

Isabella despejou a tigela de cereais num instante e quando Pilar deu por ela já estava com a cara enfiada no dentro da caixa. Desde miúda sempre fora mais curiosa do que ela. Pilar tinha medo de tudo o que fosse novo ... lugares novos, amigos novos, desportos novos ... Isabella apesar de às vezes parecer mais frágil era uma curiosa nata ... metia o nariz em tudo o que era sítio, tinha uma lata enorme em fazer as perguntas mais absurdas ... mas verdade seja dita a curiosidade e a intrepidez de Isabella tinham resolvido alguns problemas que elas tinham passado.

Quando terminaram o curso decidiram fazer o Inter Rail ... mas para azar de ambas foram assaltadas em Berlim e Pilar entrou em pânico ... Isabella sem saber falar alemão, meteu conversa com uma senhora alemã que falava castelhano por acaso e tinha um amigo português. O senhor Santos, motorista de táxi, levou-as à embaixada , emprestou-lhes dinheiro e alojamento por duas noites em sua casa. A dona Maria das Dores, sua mulher, recebeu-as como filhas. Pilar morria de medo, mas Isabella só lhe dizia para não ter medo pois via-se que eram boas pessoas.

Por isso, Pilar já estava habituada a esta curiosidade de Isabella.

Lá apareceu Isabella com uma cartita na mão e o seu sorriso maroto ... gritando:

- Temos aqui uma ... nem vais acreditar ... é de uma mãe adolescente solteira ...

publicado por Ennoea às 21:11
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 1 de Julho de 2008

Mães coragem

"Mamã"

(Foto retirada da net)

 

 Pilar admirava aquelas mães ... muitas delas tinham perdido já vários filhos, uns vitimas da fome, outros de doenças, outros vítimas de balas disparadas ao acaso ... mesmo assim continuavam apesar de tudo a ter mais filhos, continuavam a ter esperança, lutavam todos os dias pela sobrevivência de cada um deles ... e apesar de tudo continuavam a sorrir, os seus olhos expressavam ternura ...  andavam kilometros e kilometros fugidas das suas aldeias, das suas casas para encontrarem um pouco de segurança nos campos de refugiados, muitas tinham deixado para trás os seus homens, os seus pertences, até os filhos mais velhos ... muitas tinham sido violados pelos inimigos, maltratadas ... e ali estavam ... corajosas ... olhando para o futuro ... como pode um coração de mãe e de mulher ser tão forte?

Pilar seguia como exemplo de vida essas mães coragem, quando se lamentava da sua vida, recordava-as e seguia em frente com um leve sorriso nos lábios!

tags: , , , ,
publicado por Ennoea às 15:30
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
21
22
23
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds